foto1
foto1
foto1
foto1
foto1
... pela afirmação dos direitos das pessoas com deficiência em geral e a auditiva em particular, pela melhoria das condições sociais desta população com vista à debelação dos fatores de exclusão a que estão expostos. Estatutos

Associação de Surdos de Évora

... na valorização da comunidade surda!

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Chegámos ao mês em que começamos a pensar no envio do IRS.

A Direção da ASE agradece a todos que generosamente têm contribuído para que seja possível ter um apoio financeiro através do pagamento deste imposto.
 
Embora não represente uma sobrecarga para os contribuintes é certo que depende da sua vontade solidária colocar o nome e o número de contribuinte da Associação de Surdos de Évora, no local próprio.
 
O NOSSO APELO repete-se: ao preencher o seu formulário NÃO SE ESQUEÇA de beneficiar uma associação.
Nós pedimos-lhe que AJUDE a ASSOCIAÇÃO de SURDOS de ÉVORA!
 
OBRIGADA.
 
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

65 anos de vida da Associação Portuguesa de Surdos: a âncora da comunidade surda.

A Associação Portuguesa de Surdos (APS) fez, no passado dia 24 de setembro, 65 anos de existência. Foi fundada em Lisboa, tendo como primeira presidente Maria Madalena Pires, surda e mulher. João dos Santos, o notável pedopsiquiatra, um dos primeiros psicanalistas, mestre de muitos, criador da moderna Saúde Mental Infantil em Portugal, foi um dos seus fundadores e o sócio número um.

A criação desta primeira associação de surdos acontece num tempo em que a doutrina do oralismo (em que os surdos eram forçados a emitir sons, como se estivessem a falar, não podendo comunicar na sua língua natural, a Língua Gestual) ainda prevalecia. Era altura de lutar pela inclusão de todos os surdos na sociedade portuguesa e pelo direito de pleno acesso à sua Língua Gestual Portuguesa.

Ao longo dos anos, a APS esteve na origem de diversas associações de surdos através das suas antigas delegações regionais, como é o caso da Associação de Surdos do Porto, da Associação de Surdos do Barreiro, da Associação de Surdos da Alta Estremadura, da Associação Cultural de Surdos de Coimbra. Chegou também a existir uma delegação em Macau até à passagem deste território para a jurisdição chinesa.

A APS é, por sua vez, filiada da Federação Mundial de Surdos e impulsionou a criação da Federação Portuguesa das Associações de Surdos, o Centro de Jovens Surdos e a Liga Portuguesa de Desporto para Surdos. Na verdade, o desporto foi sempre um instrumento agregador e promotor da socialização entre os surdos, sendo também um viveiro de novas gerações de líderes da comunidade surda.

Em 1982 a APS criou o primeiro Curso de Língua Gestual Portuguesa. Deste curso, nasceram as primeiras intérpretes diplomadas de Língua Gestual Portuguesa. Estavam lançados os alicerces da profissionalização de formadores surdos e de intérpretes.

A APS constitui-se como a grande referência nacional na representação política dos direitos dos surdos, estando na origem de leis como o reconhecimento constitucional da Língua Gestual Portuguesa. No ano de 1997, é responsável pela introdução do serviço de intérpretes na televisão e no sistema judicial. É também o garante da formalização da educação bilingue, em 1998 e da sua consolidação no ano de 2008.

Num tempo em que estamos ainda a reparar as sequelas sociais e psicológicas deixadas pela pandemia do Covid 19, urge criar e investir em verdadeiras pontes digitais, através das redes sociais, para que possamos combater o isolamento que se instalou nas comunidades minoritárias das regiões periféricas. Exortemos então os principais movimentos associativos de surdos, os seus líderes, aqueles que habitam os centros urbanos, que têm acesso à socialização, ao conhecimento, à formação, a darem a mão aos seus pares surdos do interior, que estão novamente votados a uma larga, silenciosa, solidão.

Importa que as escolas do interior (re)construam pontes de cooperação com as escolas-modelo no ensino de surdos. Também aqui se observa algum retrocesso nos direitos alcançados no domínio da educação inclusiva. É fundamental que os professores, os educadores, as famílias trabalhem cooperativamente para o desenvolvimento efetivo das crianças surdas.

Em nome da Associação de Surdos de Évora, Muitos Parabéns à Associação Portuguesa de Surdos! Calorosas saudações gestuais e longa vida, sempre pela defesa e autodeterminação de todos os Surdos!

Ricardo Niza

Psicólogo

Associação de Surdos de Évora

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

in Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo)

A DRCAlentejo organiza hoje, dia 3 de maio, às 10h30, na Sala de Conferências do Palácio D. Manuel, em Évora, a sessão Património ao Alcance de Todos - Apresentação Pública de Materiais Acessíveis, no âmbito da Bienal Cultura & Educação 2023 (PNA).

Serão apresentados dois projetos. Um, desenvolvido pela Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) e a Associação de Surdos de Évora (ASE), no contexto da Estratégia Nacional para a Inclusão das Pessoas com Deficiência (RCM nº 119/2021) e da Estratégia de Promoção da Acessibilidade e da Inclusão dos Museus, Monumentos e Palácios na dependência da Direção-Geral do Património Cultural e das Direções Regionais de Cultura (Despacho nº 1720/2022), consiste na produção de uma série de vídeos sobre património afeto à Direção Regional de Cultura que incluem locução em voz-off, legendagem e interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

Estes vídeos, realizados por Pedro Barral, serão lançados espaçadamente, sendo disponibilizados já hoje, nas páginas web da DRCAlentejo e da Associação de Surdos de Évora, os 4 primeiros:


"Flores - Esculturas de João Cutileiro, homenagem a Mapplethorpe"

 

"Gruta do Escoural"




"Sítio Arqueológico de S. Cucufate"



"Casa Nobre da Rua de Burgos"

O outro projeto é sobre o Templo Romano de Évora e foi produzido pela Accessible Portugal, no âmbito do Turismo Acessível e Inclusivo. Integra vídeo com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e audiodescrição, brochura em braille, linguagem simplificada e pictórica, maquetes do Templo Romano e placas em relevo 2D ½.  Estes materiais estão permanentemente disponíveis no Palácio D. Manuel.
Local: Évora - Sala de Conferências do Palácio D. Manuel.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Associação de Surdos de Évora, identificando a necessidade premente de adaptação e evolução da sua intervenção junto da comunidade surda para quem trabalha diariamente, promove a produção de um conjunto de vídeos acerca da história dos principais monumentos e edifícios da cidade de Évora.

Vídeos pioneiros, com um guião adaptado à comunidade surda, breves. Foram filmados ao vivo e narrados em Língua Gestual Portuguesa.

Estes vídeos serão disseminados pela comunidade surda, servindo como roteiro turístico inclusivo
para a região.

A cidade torna-se assim mais acessível aos seus associados e a toda a comunidade surda portuguesa.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Agora mesmo, 1 em cada 5 pessoas está a passar por um problema de saúde mental. 1 em cada 3 pessoas vai, nalgum momento da sua vida, passar por um problema de saúde mental. Ou seja, mais tarde ou mais cedo é provável que todos venhamos a passar por isso, na nossa pele ou de uma pessoa próxima.

A saúde mental não é só o ingrediente essencial para nos sentirmos bem e sermos felizes. É também o que nos permite sermos ativos na nossa vida e podermos trabalhar de forma construtiva para criar um mundo melhor. É por isso que escolhemos começar por aqui.

A ManifestaMente é uma associação sem fins lucrativos, que se define como uma Iniciativa Cidadã pela Saúde Mental. Começámos como um ‘projeto de garagem’ e temos crescido muito, com muitas pessoas de várias áreas a juntarem-se a nós. Acreditamos que com diferentes vozes, criatividade e sabedoria de vários quadrantes da sociedade, poderemos finalmente encontrar soluções eficazes que deem resposta ao que precisamos como seres humanos.

No nosso site podem ficar a conhecer mais sobre quem somos, o que fazemos e como ajudar. Temos também muita informação para quem precisa de ajuda ou tem interesse pelo tema. Faz sentido? Então convidamos-vos a juntar a vossa assinatura ao Manifesto pela Saúde Mental. ​Juntos somos mais fortes!

Trailer: https://youtube.com/shorts/AVJOj5v_TJQ 

Curso: https://www.manifestamente.org/ 

Mais informação: https://www.manifestamente.org/kit-baacutesico-de-sauacutede-mental.html 

 

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Acessibilidade no Turismo: o Turista Surdo e as Limitações à Prática do Turismo

O meu nome é Emília Carreiro e sou aluna do Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo. No âmbito da unidade curricular de Tendências, Destinos e Mercados Turísticos do mestrado em Turismo e Desenvolvimento de Produtos Turísticos, estou a desenvolver um artigo sobre a comunidade surda e as limitações que a mesma enfrenta antes e durante a experiência turística. Nesse sentido, para além de uma revisão da literatura sobre o tema, elaborei um questionário de forma a compreender, na prática, os constrangimentos realmente vividos pela comunidade e, assim, alargar a literatura existente sobre o tema e munir os vários serviços turísticos de conhecimento sobre o mesmo, tornando-se, portanto, numa mais-valia para ambas as partes. Desta forma, contacto a Associação de Surdos de Évora no intuito de conseguir fazer chegar o questionário à comunidade surda estando, não obstante, disponível para qualquer alteração e/ou esclarecimento. Este questionário tem previsto o prazo de 2 meses para o seu preenchimento.

O questionário pode ser acedido aqui: https://forms.gle/1chq5JGPDGVevUqj7

Atenciosamente,
 
Emília Carreiro

ÉVORA NAS MÃOS

"ÉVORA NAS MÃOS"

 Guia Gestual da Cidade

 

SUPORTE VISUAL

 Guias práticos para facilitar

o seu acesso às

plataformas públicas online.

DÚVIDAS ?

CONTACTE-NOS !

BANCO BENS DOADOS

 

Roupa que já não usa ...

eletrodomésticos em bom estado

contacte-nos

AJUDE-NOS A AJUDAR!

A ASE AGRADECE!

PARCEIROS